Bangu: obediência tática é fundamental contra Lusa paulista, diz zagueiro

Anderson Penna recomenda “tranquilidade para buscar o resultado” no Canindé (Foto: Emerson Pereira/BAC)

Na liderança do Grupo A13 da Série D do Campeonato Brasileiro, o Bangu pode carimbar o passaporte à segunda fase neste sábado (17), contra a Portuguesa de Desportos-SP. Com sete pontos somados, o Alvirrubro encara a Lusa em partida válida pela penúltima rodada da fase classificatória, às 19h, no Estádio do Canindé, em São Paulo. O zagueiro Anderson Penna, que voltou ao time no empate com a Desportiva-ES, pediu cautela para o jogo decisivo.
“A Portuguesa vem pressionada por ocupar a lanterna da chave e vai para o tudo ou nada. Sabemos da tradição que tem o jogo, são dois clubes com lindas histórias e que vão buscar a classificação. Jogaremos a segunda partida seguida longe de casa e sabemos que não será fácil. Temos que ter tranquilidade para buscar o resultado”, disse.
Nas partidas disputadas fora, o Bangu venceu uma (3 a 1 sobre o Villa Nova-MG) e empatou outra (2 a 2 com a Desportiva-ES). Ir bem taticamente é o passo inicial para a realização de um bom jogo longe de casa, conforme afirma Anderson Penna. “Acho que a obediência tática é o primeiro ponto que se deve seguir para uma partida bem sucedida fora de casa. O Roberto Fernandes tem passado para o grupo a importância de se postar bem em campo, neutralizar as investidas dos adversários. Seguimos na liderança, mas queremos avançar o quanto antes. Fazendo isso, temos chances de vencer no Canindé e ficar com tranquilidade na cabeça da classificação”, conclui o zagueiro.
Os banguenses treinaram na manhã de quinta-feira (15), no Estádio de Moça Bonita, e viajaram em seguida para São Paulo. Na manhã desta sexta (16), a equipe treinou no CT Doutor Joaquim Grava, do Corinthians.

 

Por Assessoria de Imprensa do Bangu

Edição: Jota Carvalho / Papo Esportivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *